O TATU não se enrola, vai cavar buraco na Copa!

Animais da fauna brasileira. No mato, estes bichos fofinhos vivem felizes. Mas um deles… viverá uma reviravolta em seu destino. Ele será forçado a trabalhar voluntariamente como mascote num evento mundial. Somente um deles será escolhido… Quem será?

 

bichos450

O escolhido foi tu, tatu!

maozinha4

“Pé na tábua, sebo nas canelas. Ripa na xulipa, pernas pra que te quero!” – foi o que o Tatu pensou.

correcorre

Atirei o pau no TATU-TUTU

atireiopau3

Mas o tatu-tutu não VENDEU-DEUDEU

naovendeu

Dona FIFA-FA admirou-se-se, do berro, do berro que o povo deu:

invertida2

Não VAI TER COPA!

caiunocampo

Dominó ou seja dominado?” este é o lema da bola de futebol? Isto é sério ou é uma piada? Achei que esporte era incentivo ao jogo, saúde, amizade. Como foi que virou DOMINAÇÃO? Tem alguma coisa errada…

domino“Sinceramente, eu não gosto de virar bola. Pra mim é um instinto natural de proteção, eu só enrolo quando estou com medo. Gosto mesmo é de cavar buraco. Fui!”

buracada303

Lá embaixo o tatu-tutu encontrou algumas das riquezas mais preciosas do Brasil. “Agora estou entendendo por que fui escolhido! As economias globalizadas querem mostrar uma imagem de um país voltado para a mineração do subterrâneo…”

mineral

Achou o mais procurado de todos os minerais, um líquido preto chamado “óleo de pedra”, que a gente retira das profundezas para queimar e mandar para os pulmões e para a atmosfera.tatusurf

Há outro líquido preto que também quer ganhar muito destaque com a Copa…

– Você pode adivinhar qual é?liqpreto200

Uma bebida chamada “COLAÍNA”. Doutores dizem que é viciante e faz mal para saúde. Se um jogador tomar esta meleca vai ter um piriri no meio da partida!colaina

Esta bebida preta é servida numa grande cadeia de lanchonetes, onde todos os lanches têm sabor igual. Quem já sentiu uma dor de barriga sabe que não combina com esporte.

McVomits

– Vai ter COPAS!

– ZAP!

truco

Agora você vai FULECAR (perder todo dinheiro num jogo de azar)! Os ganhadores da aposta foram o Banco Itatú e seu amiguinho, o cartão de crédito Isca. Perdeu pra eles, valendo juros!

itatueisca

“Nós estamos felizes com a Copa, porque lucramos com a desgraça alheia. Quanto mais as pessoas tiverem problemas financeiros, mais nós ficaremos ricos. Nas 12 cidades sedes da Copa, milhares de famílias foram removidas de seus lares. A casa é cara para se comprar, e esta situação acaba nos beneficiando de maneira indireta”, argumentaram Itatí & Isca.

desocupa

Apesar disso, estamos em junho…

– Oba! Vai ter FESTA JUNINA! Viva Santo Antônio!

junina450

Viva São João! A festa junina é da agricultura rural, é folclore brasileiro. Lembra na escola?

nhoquenafesta

A ordem mais urgente é que todos sejam sequestrados por uma TV. Assista TV, fotografe a TV, filme a TV, nunca desgrude os olhos dela! Pois enxergar o que está em volta poderia transformar você. E em seguida, você transformaria o mundo…

tatuTV

– Você está muito sumido da Copa. Pode ir circulando!

chutecoxa2

Tiro de meta!

chuteira

A torcida vibra e faz a OLA!

ola

O TATU voa de volta para a natureza ameaçada.

floresta

Tem alguém escondido no mato querendo ajudar o TATU nesta história!

CHUTESACI

– Você consegue adivinhar quem é?

cabeceia

– Passa a bola – disseram eles.

flaminha

SACI & CURUPIRA!

Os guardiões da floresta!

SACIeCURUPIRA2

 

 

Acompanhe a aventura – continua no próximo episódio!

Esta história está quase no final, vou fazer o último episódio. Agradeço a todos que viram esta página, e às mais de 500 curtidas no Facebook!

Volte neste blog outro dia que a saga será atualizada, que nem uma novela. E se puder, compartilhe com seus amigos. Agradeço a gentileza!

A velhice do mundo

” Como aos sábios convém conhecer de antemão às coisas futuras, há uma que é preciso que conheças. Virá um tempo em que parecerá que os egípcios honraram em vão a seus deuses, na piedade de seu coração, através de um culto assíduo: toda sua santa adoração fracassará por ineficaz, será privada de seu fruto. Os deuses abandonando a terra, volver-se-ão para o céu, abandonarão o Egito; este país que foi em outro tempo o domicílio das liturgias santas, viúvo agora de seus deuses, não gozará mais de sua presença. Estrangeiros virão a habitar este país, esta terra, e não ela somente, se deixará de prestar atenção às observâncias, mas, coisa ainda mais penosa, mandar-se-á, por meio de presumidas leis, sob castigos prescritos, abster-se de toda prática religiosa, de todo ato de piedade ou de culto para com os deuces. Então, esta terra santíssima, pátria dos santuários dos templos, permanecerá totalmente coberta de sepulcros e de mortos. Oh! Egito, Egito! de teus cultos restarão apenas mitos e nem sequer teus filhos, mais tarde, crerão neles, nada sobreviverá, a não ser as palavras gravadas sobre as pedras que contam tuas piedosas façanhas. O cita, ou o hindu, ou qualquer outro semelhante a eles, isto é, um vizinho bárbaro se estabelecerá no Egito. Porque eis que daqui a divindade sobe aos céus de novo, os homens abandonados, morrerão todos e então, sem deus e sem humano, o Egito não será mais que um deserto.

Dirijo-me a ti, rio santíssimo, e a ti predigo as coisas do futuro: torrentes de sangue to encherão até as margens e transbordarás, e não somente tuas águas divinas serão manchadas por este sangue, mas também este fará com que saiam de seu leito e haverá muito mais mortos que vivos; enquanto que aquele que haja sobrevivido só será reconhecido como egípcio pela sua língua: na sua forma de agir parecerá um ser humano de outra raça.

Por que chorar? O mesmo Egito se deixará arrastar e muito mais que isto, e a algo muito pior: será maculado com crimes muito mais graves. Ele, noutro tempo o santo, que tanto amava aos deuses, único país da terra em que os deuses haviam assentado moradia para corresponder à sua devoção, ele, que ensinava aos homens e santidade e a piedade, dará exemplo da mais atroz crueldade. Nessa hora, cansados de viver, os humanos não olharão o mundo como objeto de sua admiração e reverência. Este Todo, que é uma coisa boa, a melhor que se pode ver no passado, no presente e no futuro, estará em perigo de perecer, os humanos o considerarão como um peso duro e, por ele mesmo, se menosprezará e não se amará mais a este conjunto do universo, obra incomparável de Deus,  construção gloriosa, criação, toda ela boa, feita de uma infinita diversidade de formas, instrumento da vontade de Deus que, sem ciúme, prodigaliza seus favores em toda sua obra, onde se reúne em um mesmo todo, numa harmoniosa disparidade, tudo o que pode oferecer-se à vista que seja digno de reverência, louvor e amor. Porque as trevas serão preferidas à luz, se achará mais útil morrer que viver, ninguém mais levantará seus olhos para o céu; o ser humano piedoso será olhado como um louco, o ímpio como um sábio; o louco frenético será olhado como um valente, o pior criminoso como um ser humano de bem. A alma e todas as crenças que a ela se referem, segundo as quais a alma é imortal por natureza, ou que haverá de obter a imortalidade, conforme ensinei, serão apenas motivo de riso, mais ainda serão vistas como pura vanidade. Inclusive, creia-me, será um crime capital, segundo os textos da lei, o estar dedicado à religião do espírito. Será criado um novo direito, novas leis. Nada santo, nada piedoso, digno do céu e dos deuses que o habitam se fará ouvir jamais nem se achará fé em parte alguma da alma. Produz-se uma dolorosa separação entre homens e deuses; restam apenas os anjos nocivos que se mesclam aos humanos e os constrangem pela violência, desventurados, e todos os excessos de uma audácia criminosa, comprometendo-os em guerras, piratarias, más ações e em tudo o que é contrário à natureza da alma. A terra perderá então seu equilíbrio, o mar deixará de ser navegável, o céu não estará manchado de estrelas, os astros deterão sua marcha pelo céu; toda voz divina será forçada ao silêncio e se calará; os frutos da terra apodrecerão, o solo deixará de ser fértil, o próprio ar se intumescerá num lúgubre torpor.

Isto, pois, será a velhice do mundo: irreligião, desordem, irracional confusão de todos os bens. Quando essas coisas tiverem sucedido, estão o Senhor, e o Pai, o Deus primeiro em potência e demiurgo do deus uno, depois de haver considerado estes costumes e estes crimes voluntários, oferecendo resistência com sua vontade, que é a bondade divina, aos vícios e à corrupção universal, e corrigindo o erro, aniquilará toda a malícia, apagando-a através de um dilúvio, consumindo-a através do fogo, destruindo-a através de enfermidades pestilenciais estendidas a diversos lugares; logo conduzirá o mundo à sua beleza primeva, para que este mesmo mundo pareça novamente digno de reverência e admiração e para que também Deus, criador e restaurador de uma obra tão grande, seja glorificado pelos homens que vivam, então, com contínuos hinos de louvor e bênção. Aqui se dará na realidade o nascimento do mundo: uma renovação das coisas boas, uma restauração santa e soleníssima da própria natureza, imposta pela força com o correr do tempo (porém por vontade divina) que é aquilo que foi sem começo nem fim. Pois a vontade de Deus não teve começo, é sempre a mesma e o que é hoje segue sendo eternamente. Pois o conselho da vontade de Deus nada mais é que sua essência.”

Hermes Trismegisto – Corpus Hermeticum

UOL (Folha) novamente faz péssimo jornalismo

Um ano depois, moradores dizem que violência na região do Pinheirinho diminui após reintegração: Mais uma notícia indignante publicada pelo UOL. Copiei abaixo o comentário do professor Dennis de Oliveira.

Esta matéria do portal UOL é um exemplo de prática de jornalismo em que os interesses ideológicos se sobrepõe aos fatos: a manchete da matéria é “Um ano depois, moradores dizem que violência na região do Pinheirinho diminui após reintegração“. Porém, apenas uma pessoa que foi entrevistada disse que os assaltos diminuíram. Outro entrevistado disse que ele nunca foi assaltado em momento nenhum, mas que “ouviu falar” que a segurança melhorou. Depois tentando dar um dado mais objetivo, a reportagem cita os números de ocorrências registradas na delegacia local. Ocorre que a própria matéria registra a seguinte fala do delegado responsável: “O 3º DP atende todo o extremo sul de São José dos Campos, que abriga cerca de 200 mil pessoas. É uma área muito populosa e com índice de criminalidade grande. Portanto, não há como associar a redução dos roubos, tampouco o aumento dos furtos na região com a desocupação do Pinheirinho“. Na sequência da matéria, aparecem o que é de concreto neste fato: redução do número de pedintes, melhoria na aparência pela ausência de barracos e VALORIZAÇÃO dos imóveis construídos na área. Pergunto: por que o gancho da matéria – e seu título – não foi: “Após desocupação do Pinheirinho, imóveis da região se valorizam”? O título e o foco da matéria reforçam estereótipos e preconceitos contra moradores de habitações precárias. E coloca em segundo plano os interesses especulativos imobiliários nestas ações de remoção. PÉSSIMO JORNALISMO!!!!

Dennis de Oliveira, professor de jornalismo da ECA – USP

A matéria do UOL: Um ano depois, moradores dizem que violência na região do Pinheirinho diminui após reintegração

Texto no blog Maria Frô: Jornalismo de má-fé da Folha de São Paulo é criticado por especialistas

Meu texto neste blog: Pinheirinho um ano depois

Imprensa quer tirar prestígio de pirata


Depois do lamentável suicídio de Aaron Swartz, a Época mandou esta notícia muito conservadora, afirmando:
“O futuro da revolução digital passa pela proteção de quem produz conteúdo e pela punição de quem pratica essa espécie de roubo intelectual.”
É um exemplo de notícia com ideologia explícita. Leia a notícia inteira O risco de criar um mártir da pirataria.

Meu texto neste blog defendendo a cópia e troca livre de arquivos: Não compre: Compartilhe!